quarta-feira, 30 de março de 2016

SÓ LHE TIRAM A PACIÊNCIA SE VOCÊ PERMITIR!

Conta a lenda que um velho sábio, tido como mestre da paciência, era capaz de derrotar qualquer adversário.
Certa tarde, um homem conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu com a intenção de desafiar o mestre da paciência.
O velho aceitou o desafio e o homem começou a insultá-lo.
Chegou a jogar algumas pedras em sua direção, cuspiu em sua direção e gritou todos os tipos de insultos.

Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível.
No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o homem se deu
por vencido e retirou-se. Impressionados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.

O mestre perguntou:

Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita,
a quem pertence o presente?
A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.
O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos.
Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem 
os carregava consigo.

A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem lhe tirar a calma.
Só se você permitir…

(Desconheço autor)

LIVRE-ARBÍTRIO:

Você já ouviu, alguma vez, falar de livre-arbítrio? 

Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção. 

Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher. 

E a cada momento a vida nos exige decisão. 

Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude. 

Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra. 

Ao ouvir o despertador podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de Oportunidades. 

Ao encontrarmos o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia. 

Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com mau humor. 

Conta um médico que trata de pacientes com câncer, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas. 

Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que tirar um seio por causa da doença. 

Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para curtir. 

Quando alguém o ofende, você pode escolher entre revidar, calar-se ou oferecer o tratamento oposto. 

A decisão sempre é sua. 

O que vale ressaltar é que todas as ações terão uma reação correspondente, como conseqüência.

E essa reação é de nossa total responsabilidade. 

E isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. 

Caso a criança escolha agredir seu colega e leve uns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua ação e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade. 

Tudo na vida está sujeito a lei de causa e efeito, para uma ação positiva, um efeito positivo, para uma ação infeliz, o resultado correspondente. 

Se você chega no trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele se sintonize na sua. 

Você tem ainda outra possibilidade e escolha: ficar na sua. 

Todavia, da sua escolha dependerá o resto do dia. 

E os resultados lhe pertencem. 

Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. 

Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. 

Se semeamos sementes de flores, colheremos flores, se plantarmos espinheiros, colheremos espinhos. 

Não há outra saída. 

Mas o que importa, mesmo, é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. 

Aí é que está a justiça Divina. 

Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia darão seus frutos. São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. 

Um dia, eles aparecerão e reclamarão colheita. 

Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume. 

É só deixar nas mãos do jardineiro Divino, a quem chamamos de Criador. 

Pensem nisso! 

-Autor: Desconhecido

TODAS AS COISAS TEM DOIS LADOS.

Suponha que lhe aconteça o que me aconteceu.

Recebi da Espanha um chaveiro de metal.

Já era importante por ser um presente.

Percebendo o peso e a cor, conclui sem pestanejar: é de prata!

Feliz da vida, coloquei nele as chaves do meu carro e passei a desfrutar da pequena jóia.

Além do lado liso e brilhante, o outro lado trazia um baixo relevo, que o tornava verdadeira obra de arte.

O prazer com que passei a usá-lo está na origem do que vim a sentir, meses depois.

Certa manhã, fui pegar o chaveiro de prata na garagem do meu prédio.

Sabe, a necessidade de manobras…

E foi então que recebi um choque.

Não havia sido roubado, não! Talvez tenha sido pior.

A parte de trás estava inexplicavelmente descascada!

O amarelo vivo do latão acusava uma decepção.

O desapontamento tomou conta de mim.

Fiquei paralisado por alguns momentos.

Aí olhei o lado da frente.

Estava em ordem.

Tive, então, um estalo.

Olhar o lado descascado me causava desprazer, mas eu podia olhar o da frente e continuar gostando dele.

A escolha era minha.

Eu era responsável por me sentir bem ou me sentir mal.

Já que os dois lados eram reais, seria tão honesto preferir olhar mais um lado do que outro.

Eu não estaria mentindo para mim mesmo, se preferisse olhar o lado bem conservado; e me tornaria responsável por me sentir bem.

Comecei a perceber, então, que todas as coisas da vida têm dois lados.

Um lado sombrio, desagradável, penoso.

E outro claro, luminoso, colorido.

Podia assim escolher, para vantagem minha, o lado que me conservaria sempre no melhor astral.

Por exemplo, o fato de ter furado o pneu do carro, coisa desagradável, é o lado sombrio; mas, pensando bem, isso só acontece com quem tem carro!

É o lado luminoso e colorido do mesmíssimo fato.

Você pode se dar ao luxo de ter de trocar o pneu de seu carro de vez em quando, pois, em contrapartida, ele lhe dá prazer e lhe presta serviço no resto do tempo.

Outro exemplo.

Uma chuva inesperada impede você e sua família de saírem para um piquenique, como haviam planejado.

É o lado sombrio.

Mas, em compensação, você poderá ter tempo em casa, finalmente, para arrumar aquela torneira pingando ou para assistir a um filme no seu vídeo.

Pode ser o lado luminoso.

Ou, ainda, alguém sofre um pequeno acidente ou contrai uma febre, ficando obrigado a ficar de cama.

É o lado sombrio.

O lado luminoso – e quantas vezes acontecido! – pode ser a experiência de repensar a vida; ou a de, finalmente, se dar conta de quanto é estimado e visitado pelos parentes e amigos, apesar de ter tido dúvidas, até então.

Um último exemplo.

Seu patrão lhe chama a atenção com frequência, seus colegas de trabalho costumam ser competitivos e pouco amigos.

É o lado sombrio.

Você não se vai acomodar, é claro.

Vai tomar providências cabíveis para que a situação melhore.

Mas, por outro lado, você tem emprego, o que não é para se minimizar.

Quantos gostariam de ter um!

Você poderia objetar em primeiro lugar: mas, esse não é o jogo da Polyanna?

Não é o mesmo que mentir para si mesmo e fazer de conta, como quem esconde o sol com a peneira?

Desde o início pode ter ficado claro que olhar qualquer dos lados é honesto, e que você é responsável pelo lado que prefere fixar.

Olhando o lado bonito da vida, você não está escondendo nada, apenas está preferindo ser feliz.

Qual é o mal?

Você ainda poderia dizer: mas isso é tão difícil!

Será que alguém consegue pensar assim?

Eu lhe garanto que é possível.

Vamos concordar também que é difícil.

Ora!

O que não é difícil, quando enfrentado pela primeira vez!

Digitar numa máquina de escrever, dirigir um carro, aprender língua estrangeira, escrever corretamente o português, fazer tricô e qualquer outra coisa no mundo.

Entretanto, seja o que for, você consegue dominar, com duas condições: ter a receita correta e treinar com perseverança.

Então, você também pode descobrir o lado colorido e mais real da sua vida.

Nada o impede.

(Autor desconhecido)

NUNCA DEIXE QUE NINGUÉM USE VOCÊ.

Nunca deixe que ninguém use você, nos dias de hoje o que você mais encontrará é gente falsa querendo te usar, querendo usar seus sentimentos, querendo usar seus pensamentos, querendo usar você, quer amar ? Ame, mais ame com cautela para não se ferir, quer rir ? Sorria, mais na medida certa para não tentarem destruir sua felicidade!!

-Mairon Brainer

TODAS AS PESSOAS COMETEM ERROS NA VIDA!


SER CHIQUE É:


LIÇÃO DE VIDA:


DAQUI A VINTE ANOS:


terça-feira, 29 de março de 2016

NÃO PERCA O BARCO.

Lembre-se de que estamos todos no mesmo barco. 

Nossa sobrevivência depende muitas vezes da sobrevivência do nosso próximo! 

Planeje para o futuro. Não estava chovendo quando Noé construiu a Arca. 

Muitas vezes não podemos pressentir o que nos aguarda , precisamos aprender a confiar em Deus 

Mantenha-se em forma. 

Quando você tiver 60 anos, alguém pode lhe pedir para fazer algo realmente grande. 

Enquanto Noé construía a arca, todos zombavam dele por construir um barco no meio do DESERTO. 

Não dê ouvido aos críticos; apenas continue a fazer o trabalho que precisa ser feito. 

Construa seu futuro em terreno alto. 

Quando olhamos para o horizonte , vemos o infinito!

Por segurança, viaje em pares.Todos com Noé entraram aos pares , isto nos trás uma nova reflexão: 

Lembre-se , o Grande Homem de Nazaré nunca enviou ninguém sozinho ! 

A velocidade nem sempre é uma vantagem. Os caramujos estavam a bordo com os leopardos. 

Temos muitas diferenças, o importante é que somos essenciais uns para os outros e podemos chegar juntos , mesmo com diferenças gritantes ! 

Quando estiver estressado, flutue por um tempo. 

Esperar , muitas vezes , é a melhor solução , há coisas que fogem de nosso controle , relaxe e espere o dilúvio passar ! 

Lembre-se, a Arca foi construída por amadores; o Titanic por profissionais. 

Ter a benção de Deus é garantia de sucesso . 

Não importa a tempestade, pois quando você está com Deus há sempre um arco-íris de esperanças te esperando , desafiando-o para um novo começo ! 

-Marisa Mello Martins

REFLEXÃO SOBRE O AMOR:

‘Por que não existem relacionamentos perfeitos?’ Talvez você já tenha ouvido ou feito tal pergunta, e percebeu que a resposta não é tão simples quanto a pergunta. Podemos começar a refletir sobre o assunto dizendo que cada pessoa tem suas próprias crenças a respeito do amor em si, além disso sabemos que as pessoas estão em constante transformação, e formação, pois o ser humano (o fenômeno humano) é uma metamorfose constante, assim sendo nunca está pronto, nunca está feito por completo, ou seja, é imperfeito em si. Mas como fazer para um relacionamento ser bem sucedido? Bem, o desafio não está em ser bem sucedido, pois se você já amou uma pessoa mesmo que por alguns instantes, isto é sucesso! Então, o desafio está em saber amar. Sem ser piegas ou devaneador, vamos tentar refletir sobre o amor através de alguns versos. Marisa Monte na música Ontem ao Luar canta:

“Ontem, ao luar, nós dois em plena solidão Tu me perguntaste o que era a dor de uma paixão Nada respondi! Calmo assim fiquei! Mas, fitando o azul, do azul do céu A lua azul eu te mostrei Mostrando-a a ti, dos olhos meus correr senti Uma nívea lágrima e, assim, te respondi: (…) A dor da paixão não tem explicação Como definir o que só sei sentir É mister sofrer, para se saber (…)”

Quando falamos de amor devemos lembrar que ele é uma emoção, por isso é difícil defini-lo. Também é difícil saber quando vai acontecer, só dá para sentir, e quando se sente, sabe-se que está amando. Existe grande risco em tentar defini-lo, pois quando palavras são utilizadas para classificá-lo, está se racionalizando um sentimento, como já dissemos o amor é uma emoção, não tem explicação. Devido a isso, poucas pessoas têm o prazer de senti-lo, somente aqueles que não tentam defini-lo, ou melhor, racionalizá-lo.

Como diz Luís Vaz de Camões em um de seus sonetos (que a banda Legião Urbana tão bem acrescentou a canção Monte Castelo):

“Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder; É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata lealdade. Mas, como causar pode seu favor; Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo Amor?”

Aqueles que desejam conviver bem com outras pessoas, e desejam ter um relacionamento estável e duradouro, e ao mesmo tempo cheio de paixão e intensidade, precisam realizar uma tarefa que exige dedicação e cumplicidade, precisam descobrir qual o sistema de crenças que acreditam e como fazer para compartilhá-lo, ou seja, precisam entrar em sintonia com os próprios sentimentos e saber o que sentem e como demonstrá-lo, não se pode ter medo de sentir, as vezes é preciso cair de cabeça para apreciar os resultados que podem ser bons ou podem ser ruins, só saberá aquele que se arriscar, afinal o pior medo é o medo de sentir medo.

O Novo Dicionário Aurélio Básico da Língua Portuguesa define o amor como sendo: “sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem, ou de alguma coisa; sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro ser ou a uma coisa; devoção, culto, adoração”, podemos notar nesta definição que mesmo quando se tenta conceituar o amor, ainda assim parece algo abstrato, pois só podemos compreendê-lo na prática, voltando, novamente, a atenção aos versos da canção Ontem ao Luar:

“Se tu desejas saber o que é o amor Sentir o seu calor O amaríssimo travor do seu dulçor Sobe um monte à beira-mar, ao luar Ouve a onda sobre a areia a lacrimar Ouve o silêncio a falar na solidão De um calado coração, a penar A derramar, os prantos seus! (…)”

Como podemos ver para se compreender o amor é preciso sentir, para sentir é preciso se conhecer melhor, para se conhecer melhor é preciso não ter medo de sentir e demonstrar o que se sente, além de não tentar classificar ou racionalizar o que se sente. Também é preciso entrar em sintonia com outra pessoa para compartilhar o sentimento, que pode ser por um breve momento ou por uma vida inteira, o que importa é se deixar cativar pelos próprios sentimentos.

Para concluir um poema que recebemos pelo correio eletrônico, cujo autor nos é desconhecido, que fala o que é preciso:

“Para viver um grande Amor… É preciso abrir todas as portas que te fecham o coração. Quebrar barreiras construídas ao longo do tempo, por amores do passado que foram em vão… É preciso muita renúncia em ser e mudança no pensar. É não esquecer que ninguém vem perfeito para nós! É preciso ver o outro com os olhos da alma e se deixar cativar! É preciso renunciar ao que não agrada ao seu amor… para que se moldem um ao outro como se molda uma escultura! Aparando as arestas que podem machucar. É como lapidar um diamante bruto… para fazê-lo brilhar! E quando decidires que chegou a tua hora de amar, lembra-te que é preciso haver identificação de almas! De gostos, de gestos, de pele no modo de sentir e pensar! Para viver um grande Amor… É preciso ver a luz iluminar sua aura, dando uma chance para que o amor te encontre! Na suavidade morna de uma noite calma. É preciso se entregar de corpo e alma! É preciso ter dentro do coração um sonho: que se acalenta no desejo de amar e ser amada! É preciso conhecer no outro o ser tão procurado! É preciso conquistar e se deixar seduzir… entrar no jogo da sedução e deixar fluir! Amar com emoção para saber sentir, a sensação do momento em que o amor te devora! E quando você estiver vivendo no clímax dessa paixão, que sinta que essa foi a melhor das tuas escolhas! Que foi teu grande desafio… e o passo mais acertado, de todos os caminhos da tua vida trilhado! Mas se assim não for! que nunca te arrependas pelo amor dado! Faz parte da vida arriscar-se por um sonho… por que se não fosse assim nunca teríamos sonhado ! Mas antes de tudo, que você saiba que tem um aliado, ele se chama Tempo é teu melhor amigo. Só ele pode te dar todas as certezas do amanhã… A certeza que você realmente amou… A certeza se realmente foste amado…”

Esqueça tudo, e apenas sinta! Não procure perfeição porque vai achar ilusão; apenas não procure… deixe que tudo acontece ao seu tempo, apenas sinta o aqui e agora do amor e viva esse momento; sem medo de sentir, sem pensar “e se…”, sem racionalizações dos sentimentos. Carpe diem…

Autor(a): Marcos Augusto da Silva Braga Psicólogo CRP-06/58.148-6 Psicólogo (Faculdade de Psicologia da PUC/SP) especialização em Saúde e Trabalho pelo ICHC-FMUSP e em Psicologia Social das Organizações pelo Instituto Sedes Sapientiae

QUANDO EU ME AMEI DE VERDADE:

"Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.

E então, pude relaxar.

Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é... Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.

Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.

Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.

Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é... Saber viver "

Texto - Charles Chaplin

A VIDA ME ENSINOU:

A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", 
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher. 

Texto - Charles Chaplin

APRENDIZAGEM DA VIDA.

A vida nos ensina a ganhar e perder. Sempre estamos em busca de algo que lutamos com toda nossa força e garra para conseguirmos. Às vezes buscamos tão longe e não enxergamos que esta tão perto, trilhamos vários caminhos tentando sempre encontrar o melhor a seguir.
Erramos? Sim, que bom que erramos, pois temos uma nova oportunidade para acertar, porque aprendemos com os nossos próprios erros. Obstáculos, pedras em nosso caminho sempre iremos encontrar. É preciso enfrenta-los de cabeça erguida, ser forte, positivo, ter fé, acreditar sempre que podemos supera-los, pois, há uma força que nos guia, que olha por nós, basta acreditar e sempre seguir em frente, porque é em Deus que buscamos tudo que temos hoje. Devemos persistir sempre, errando e acertando, caindo e levantando.
Às vezes acontece algo em nossa vida e não entendemos o porquê, e é lá bem lá na frente que vamos entender. Tudo tem uma razão de ser, e é ai que começamos a enxergar com mais clareza, que teria que ter sido dessa forma, pois aprendemos tudo o que tínhamos que aprender, para hoje colher bons frutos. Quando achamos que esta tudo perdido, que se fechou portas e janelas, Deus abre uma fresta a sua frente, que para você parece ser tão pequenina, mas é uma luz tão grande, capaz de fazer milagres.
O que temos de entender é que, o que tiver de acontecer, vai acontecer, não importa o que façamos. O que tivermos que passar, ninguém passará por nós, porque é algo que temos que aprender. É a lei da vida.
Deus nos deu a vida! Nós é que decidimos como viver ela, se chorando ou sorrindo. Passamos por tantas dificuldades, tantas decepções, são momentos que parecem que nunca passarão, mas com o passar dos dias, a cada amanhecer, a cada novo dia somos capazes de perceber, que tudo isso são pequenas coisas, pequenas pedras que só irão nos fortalecendo cada vez mais para seguirmos em frente.
Dificuldades, decepções ficam pequeninas, podemos superar todas. É fácil? Não, claro que não, mas somos capazes. Acredite nós podemos. “A fé move montanhas”.
Agradecer todos os dias por mais um dia de vida é o caminho que te leva a superar todos os obstáculos que possa aparecer. O dom da vida é maior do que tudo. A felicidade esta em acordarmos e sabermos que estamos vivos.
Abrir a porta de nossa casa e ver aquele lindo amanhecer, aquele sol que irradia, iluminando nossa vida.
Os obstáculos são apenas pequenos intervalos que nos leva a felicidade. Superar obstáculos é ter sabedoria. São neles que encontramos forças para chegarmos até nossa vitória. Ser positivo é abrir caminhos! Somos o que queremos ser! Buscamos o que queremos ter!
Buscamos sempre, sem medo de qualquer obstáculo que vier aparecer em nosso caminho. Vivamos intensamente a vida sem medo de ser feliz.
Levamos em nossa memória, para o resto de nossa vida, as coisas boas que surgirem nas dificuldades. Elas serão uma prova de nossa capacidade e nos darão confiança diante de qualquer obstáculo.

(Desconheço autor)

OS TRÊS CONSELHOS:

Certo dia o marido disse para sua esposa que iria arranjar serviço em alguma fazenda. Despediu-se dela, prometendo-se fidelidade mútua e viajou. Por sorte encontrou um bom patrão, trabalhou vários anos e resolveu voltar para sua casa. Na saída, muito grato pelos serviços prestados, o patrão perguntou o que preferia como pagamento: - Levar o dinheiro ou receber três conselhos. Preferiu ouvir os três conselhos. Quais eram?

- Nunca tomes atalhos em tuas caminhadas.
- Nunca te deixes levar pela curiosidade.
- Nunca tomes uma resolução precipitada.

Despediu-se do patrão prometendo seguir fielmente os três conselhos. Durante a viagem teve oportunidade de aplicar os três. Num certo cruzamento do caminho, achou bom pedir informação. Responderam:
- O caminho certo é este. O outro atalha bem e a gente chega mais depressa.
Preferiu seguir o conselho do seu patrão. No dia seguinte ficou sabendo que havia um assaltante no atalho que ele ia tomar 
Caminhando sempre, cansou-se e parou numa pensão para dormir. À noite ouviu uns gritos histéricos, teve a curiosidade de ver o que estava acontecendo, mas pensou no conselho: não te deixes levar pela curiosidade.
No dia seguinte ficou sabendo o que aconteceu e deu graças a Deus: Lá morava uma louca que gritava de noite e matava quem fosse ver quem estava gritando. 
Chegando à sua casa, viu de longe sua esposa acariciando um rapaz. Seria algum amante que ela arranjou? Dominou o ímpeto que sentiu de provocar uma tragédia, mas lembrou-se do terceiro conselho:- Nunca tomes uma resolução precipitada. Aproximou-se devagarinho, como que assuntando o que iria fazer:
- Quem é esse rapaz? - perguntou para a esposa.
- Nosso filho, meu amor Eu o concebi antes de você viajar. 
Então se abraçaram efusivamente. Ele entrou, abraçou também o filho e contou toda a sua longa história. Depois rezaram e se assentaram para comer o ultimo pão que recebera do seu patrão. Ao partir o pão, encontrou o dinheiro, o pagamento de quase vinte anos de trabalho dedicado.

Lição: Guarde bem e pratique os três conselhos e será feliz na vida.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Relações começam e acabam.


TODOS OS HOMENS ERRAM.


A MATURIDADE:

A maturidade nos faz perceber que não podemos mudar os fatos.
A maturidade faz parte de um processo. Em um processo não podemos queimar etapas. Ele é lento, chato e demorado. Uma criança passa por um momento de amadurecimento a partir do momento que começa a brincar. A maturidade acontece, quando tomamos posse do que nós somos, para aí então poder nos dividir com os outros. Isso faz parte do processo de maturidade.
Não nascemos amando, pelo contrário, queremos ter a posse dos outros. Essa é a forma de amar da criança, pois ela não consegue pensar de maneira diferente. Ela não consegue entender que o outro não é ela. Quantas pessoas já adultas pensam assim, trata-se da incapacidade de amar, falta de maturidade. 
Todos os encontros de Jesus levam a implantação do Reino de Deus. Mas só pode implantar esse reino quem é adulto, que já entende que só se começa a amar a partir do momento, que eu não quero mudar quem eu amo. 
Geralmente quando tememos alguém ruim ao nosso lado, é porque nos reconhecemos naquela pessoa. Jesus não tinha o que temer porque era puramente bom, por isso contagiava os que estavam ao seu lado. Na maturidade de Jesus você encontra a capacidade imensa de amar o outro como ele é. Amar significa: amar o outro como ele é. Por isso quando falamos em amar os outros, podemos perceber o quanto deixamos de ser crianças. Devemos nos questionar a todo o momento quanto a nossa maturidade. A santidade começa na autenticidade. 
Por isso Jesus nos pede para ser como as crianças, que são verdadeiras e simples. É nisso que devemos manter da nossa infância e não a forma de possuir as coisas para si. 
Você tem condições para perceber a sua maturidade. É só observar se você é obediente mesmo quando não há pessoas ao seu redor. Você não precisa que ninguém te observe, pois você já viu aquilo como um valor. Pessoas imaturas sofrem dobrado. Pessoas imaturas querem modificar os fatos, pessoas maduras deixam que os fatos os modifiquem. A maturidade nos faz perceber que não podemos mudar os fatos. Um imaturo ganha um limão e o chupa fazendo careta. O maduro faz uma limonada com o limão que ganhou. Muitas vezes os nossos relacionamentos de amizade são uns fracassos porque somos imaturos. Amigos não são o que imaginamos, mas o que eles são e com todos os defeitos. 
Amizade é processo de maturidade que nos leva ao verdadeiro encontro com as pessoas que estão ao nosso lado. Elas têm todos os defeitos, mas fazem parte da nossa vida e não a trocamos por nada deste mundo. Isso porque temos alma de cristão e aquele que tem alma de cristão não tem medo dos defeitos dos outros, porque sabe que aqueles defeitos não serão espelhos para nós, mas seremos um instrumento de Deus para ele superar esse defeito.Padre só pode ser padre a partir do momento que é apaixonado pelos calvários da humanidade. Se você não consegue lidar com os limites dos outros, é porque você não consegue lidar com os seus limites. 
A rejeição é um processo de ver-se. Toda vez que eu quero buscar no outro o que me falta, eu o torno um objeto. Eu posso até admirar no outro o que eu não tenho em mim, mas eu não tenho o direito de fazer do outro uma representação daquilo que me falta. Isso não é amor, isso é coisa de criança. O anonimato é um perigo para nós. É sempre bom que estejamos com pessoas que saibam quem somos nós e que decisões nós tomamos na vida. É sempre bom estarmos em um lugar que nos proteja. Amar alguém é viver o exercício constante, de não querer fazer do outro o que a gente gostaria que ele fosse. A experiência de amar e ser amado é acima de tudo a experiência do respeito. 
Como está a nossa capacidade de amar? Uma coisa é amar por necessidade e outra é amar por valor. Amar por necessidade é querer sempre que o outro seja o que você quer. Amar por valor é amar o outro como ele é, quando ele não tem mais nada a oferecer, quando ele é um inútil e por isso você o ama tanto. Na hora que forem embora as suas utilidade, você vai saber o quanto é amado. Tudo vai ser perdido, só espero que você não se perca. Enquanto você não se perder de si mesmo você será amado, pois o que você é significa muito mais do que você faz.O convite da vida cristã é esse: que você possa ser mais do que você faz! ”

-Padre Fábio de Melo

COM O TEMPO:

Você aprende que estar com alguém só porque esse alguém lhe oferece um bom futuro, significa que mais cedo ou mais tarde você irá querer voltar ao passado...

Com o tempo...
Você se dará conta que casar só porque “está sozinho(a)”, é uma clara advertência de que o seu matrimônio será um fracasso...

Com o tempo...
Você compreende que só quem é capaz de lhe amar com os seus defeitos, sem pretender mudar-lhe, é que pode lhe dar toda a felicidade que deseja...

Com o tempo...
Você se dará conta de que se você está ao lado de uma pessoa só para não ficar sozinho(a), com certeza uma hora você vai desejar não voltar a vê-la...

Com o tempo...
Você se dará conta de que os amigos verdadeiros valem mais do que qualquer montante de dinheiro...

Com o tempo...
Você entende que os verdadeiros amigos se contam nos dedos, e que aquele que não luta para os ter, mais cedo ou mais tarde se verá rodeado
unicamente de amizades falsas...

Com o tempo...
Você aprende que as palavras ditas num momento de raiva, podem continuar a magoar a quem você disse, durante toda a vida...

Com o tempo...
Você aprende que desculpar todos o fazem, mas perdoar, só as almas grandes o conseguem...

Com o tempo...
Você compreende que se você feriu muito um amigo, provavelmente a amizade jamais será a mesma...

Com o tempo...
Você se dá conta de que cada experiência vivida com cada pessoa, é irrepetível...

Com o tempo...
Você se dá conta de que aquele que humilha ou despreza um ser humano,
mais cedo ou mais tarde sofrerá as mesmas humilhações e desprezos,
só que multiplicados...

Com o tempo...
Você aprende a construir todos os seus caminhos hoje, porque o terreno de amanhã é demasiado incerto para fazer planos...

Com o tempo...
Você compreende que apressar as coisas ou forçá-las para que aconteçam, fará com que no final não sejam como você esperava...

Com o tempo...
Você se dará conta de que, na realidade, o melhor não era o futuro,
mas sim o momento que estava vivendo naquele instante...

Com o tempo...
Você aprende que tentar perdoar ou pedir perdão, dizer que ama, dizer que sente falta, dizer que precisa, dizer que quer ser amigo... ...junto de um caixão... ...deixa de fazer sentido...

xPor isso, recorde sempre estas palavras:
O homem torna-se velho muito rápido e sábio demasiado tarde.
Exatamente quando:

JÁ NÃO HÁ TEMPO!

(Desconheço autor)

UM DIA A GENTE APRENDE QUE...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida, e que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve compará-los com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas onde se está indo, mas se você não sabe para onde está indo qualquer lugar serve.

Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou; aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens; poucas coisas são tão humilhantes... e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando se está com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém; algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores, e você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.

Descobre que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.

Veronica Shoffstall

sábado, 26 de março de 2016

AS MUDANÇAS:

Na vida, tudo muda constantemente. E nós precisamos aprender a lidar com as mudanças.

As pessoas resistem à mudança por medo de perder. Mas mudar não é perder.

Entenda a mudança como um convite à evolução. Deixamos a infância para ganhar a adolescência. Depois, deixamos a adolescência para ganhar a idade adulta.

O trabalho é o ambiente favorito da mudança. Mudam os processos, mudam as pessoas, tudo muda. Resistimos em abandonar nossa “zona de conforto” e enfrentar os aspectos desconhecidos trazidos pela mudança, pois mudar exige abandonar o apego ao já conhecido. Exige esforço, disciplina e coragem. Exige reaprender.

Mas lembre-se: os mais sábios mudam mais cedo. Mudar é um processo inteligente e é preciso inteligência para mudar.

As possibilidades em nossa vida aumentam ou diminuem na mesma proporção de nossa coragem de mudar.

Veja sempre a mudança com os olhos da oportunidade. Reflita sobre os benefícios que ela oferece. Só podemos estar em duas posições com relação á mudança: procurando conduzi-la de forma consciente ou resistindo e sendo arrastado por ela. Busque sempre a primeira, seja agente da mudanças!

APRENDA A GOSTAR DE VOCÊ.

Com o tempo, você vai percebendo, que para ser feliz com uma outra pessoa você precisa, em primeiro lugar não precisar dela. 
A idade vai chegando e, com o passar do tempo, nossas prioridades na vida vão mudando... 
A vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar. Mas uma coisa parece estar sempre presente... 
A busca pela felicidade com o amor da sua vida. 
Desde pequenos ficamos nos perguntando "Quando será que vai chegar?" 
E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida "Será que é ele?" 
Como diz o meu pai: "Nessa idade tudo é definitivo", pelo menos a gente achava que era. 
Cada namorado era o novo homem da sua vida. 
Faziam planos, escolhiam o nome dos filhos, o lugar da lua-de-mel e, de repente... PLAFT! Como num passe de mágica ele desaparecia, fazendo criar mais expectativas a respeito "do próximo". 
Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de três meses. 
Agora, você procura melhor e começa a ser mais seletiva. 
Procura um cara formado, trabalhador, bem resolvido, inteligente, com aquele papo que a deixa sentada no bar o resto da noite. 
Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue "imagem e ação" ... 
e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de short, camiseta e chinelo. 
A liberdade, ficar sem compromisso, sair sem dar satisfação já não tem o mesmo valor que tinha antes. 
A gente inventa um monte de desculpas esfarrapadas, mas continuamos com a procura incessante por uma pessoa legal, que nos complete e vice-versa. 
Enquanto tivermos maquiagem e perfume, vamos à luta...E haja dinheiro para manter a presença em todos os eventos da cidade: churrasco, festinhas, boates na quinta-feira. Sem falar na diversidade que vai do Forró ao Beatles 
Mas o melhor dessa parte é se divertir com as amigas, rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos bregas de antigamente e curtir o som... 
Olhar para o teto, cantar bem alto aquela música que você adora. 
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. 
Percebe também, que aquele cara que você ama (ou acha que ama), e não quer nada com você, definitivamente, não é o homem da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você! O segredo não é correr atrás das borboletas... 
É cuidar do jardim, para que elas venham até você. 
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, Mas quem estava procurando por Você !

DESCONHEÇO AUTOR

O SENTIDO DA VIDA:

Ponha a mão no peito e sinta as batidas do seu coração.

Esse é o relógio da sua vida tiquitaqueando a contagem regressiva do tempo que lhe resta. Um dia ele parará.
Isso é cem por cento garantido e não há nada que você possa fazer a respeito.
Portanto, não dá para perder um único precioso segundo.
Vá atrás do seu sonho com energia e paixão, ou então recue e veja-o escorrer pelo ralo.
Se você passar o tempo todo em cima do muro, acabará não indo a lugar algum no pouco tempo que lhe resta (Sem falar, claro, no perigo das farpas em lugares inconvenientes.) Como dizem. "não se salta uma fenda em dois pulinhos".
É preciso coragem e dedicação para viver o seus sonhos. (Claro, também é preciso lembrar onde acaba a coragem e começa a estupidez.)
A verdade é que todos nascemos com potencial para a grandeza, abençoados com oportunidade para alcançar novas e estonteantes alturas.
Mas, tristemente, muitos de nós são preguiçosos demais, preocupados demais com o que os outros possam pensar, com medo demais de mudanças, para abrir suas asas e usar todos os seus talentos.
É importantíssimo fazer o que deixa feliz - e da melhor maneira possível.
Não importa que seja fazer bolas de neve, prender a respiração debaixo d'água, cantar, ou conseguir efeitos dramáticos com um secador de cabelos.
Só o que interessa é que você se sinta bem com o que está fazendo.. Tenha sempre em mente que, faça o que você fizer, os enganos são parte da vida e não perca tempo se castigando por erros do passado.
Não fique ruminando se está ou não fazendo a coisa certa.
Você sempre saberá a resposta no seu coração.
Em vez de desanimar-se, lembre-se sempre de que rejeição e resistência são inevitáveis quando se faz algo muito importante ou especial.
Quando você se propõe a realizar seus sonhos, muitos tentarão detê-lo (incluindo os que mais amam você).
Quem que não falta neste mundo, são pessimista lamentáveis, que desistem dos seus sonhos, para lhe dizer: "Não perca seu tempo, você nunca conseguirá.
" Você pode muito bem se ver cercado por pessoas que, secretamente, querem ver você fazer menos, ou fracassar por completo, para não se sentir diminuídas.
"Esqueça isso", dirão. "Não vale a pena."
Por isso é importante compreender que seguir o seu próprio caminho pode ser incrivelmente recompensador, mas não é fácil não.
Como todo mundo você terá alguns dias melhores que outros. De vez em quando, tudo parecerá uma grande zona de perigo.
As pessoas olharão para você com estranheza quando souberem o que você está tentando atingir, e você começará a ouvir seus detratores e a ter dúvidas.
"Porque não continuei vendendo bananas, meu Deus?" mas, aconteça o que acontecer, não desista!
Lembre-se de que todos têm dificuldades.
É incrivelmente cansativo passar dias fazendo coisas que não nos agradam ou sequer nos interessam.
Mas, se você perseguir o seu sonho, pelo menos se cansará fazendo o que mais gosta.
Você pode achar que nada disto significa muito no grande esquema global das coisas. Mas, acredite: significa.
Quando você tirar tudo que puder da sua vida, saboreando cada gota, isto mudará tudo à sua volta, de ordinário para extraordinário.
Quando estiver fazendo o que ama, terá animação para enfrentar o começo de cada dia
e estará tomado de uma alegria sincera, altamente contagiante. Do mesmo modo que, ao dar uma boa risada, faz outro começar a rir, e outro, até que estão todos rindo tanto que começam a lacrimejar, ter dor de estômago e dificuldades em respirar.
Mas, melhor do que tudo, você inspira outros a irem atrás dos seus sonhos, e é assim, que se transforma o mundo!
Sabe de uma coisa?
Mesmo que você cometa enganos e esteja errado sobre quase tudo, ainda assim sua vida será uma aventura fantástica e divertida; você dormirá cada noite sabendo que fez o que podia e isso fez diferença, e acordar a cada dia antecipando o futuro tão belo e excitante quanto puder imaginar.
E sabe de outra coisa?
Se você ouvir seu coração e usar a cabeça, nunca estará errado.

(Desconheço autor)