quarta-feira, 17 de agosto de 2016

7 SINAIS PARA IDENTIFICAR UMA PESSOA QUE ESCONDE SUA DEPRESSÃO...

Existem pessoas que com um simples olhar, conseguimos identificar sua dor. A falta de brilho no olhar, a ausência do sorriso no rosto e o silêncio ensurdecedor, são algumas características que nos levam a crer que a depressão está marcando presença ali. Mas o que dizemos daquelas pessoas alegres e radiantes?

Há dias bons e dias ruins para todos. A vida, às vezes, pode ser insuportável, até para aquelas pessoas que parecem felizes diariamente.

Muitas pessoas escondem a depressão, mesmo que pareçam contentes e cheias de vida, pode haver uma enorme sombra por trás daqueles sorrisos. Como podemos identificar e ajudá-las? Aqui estão 7 sinais típicos que as pessoas com depressão escondida fazem.

1. Como já comentamos, elas podem ser extrovertidas e alegres

Alguns pesquisadores da Universidade de Rochester, chegaram à conclusão de que a depressão era mais difícil de identificar quando as pessoas tinham uma disposição alegre, principalmente quando eram idosos. A equipe da pesquisa, até então, acreditava que os introvertidos tinham mais dificuldade para superar uma depressão, no entanto, foi concluído o oposto. Não devemos tomar como certeza que uma pessoa alegre e sociável é imune à depressão, mas procurar manter a atenção para qualquer sinal indicativo e, acima de tudo, precisamos ser ouvintes empáticos.

2. Eles podem esconder a sua depressão

Como a depressão é vista no Brasil? Você sabe dizer? Muitas vezes, aquelas pessoas que sofrem com a depressão, não possuem a coragem de contar, afinal, existe o medo de passar a ser vista de uma forma diferente.

Foi feita uma interessante pesquisa sobre a atitude que os europeus e australianos têm com relação à depressão, e foi descoberto que há tanto estigma associado à depressão na Europa e Austrália, que muitos doentes estão convictos a não revelá-la. Isso pode estar acontecendo devido à vergonha ou simplesmente por temer perder o emprego – refletido no número de dias de licença por causa de problemas de saúde mental. 

3. Eles podem precisar resolver alguns traumas do passado

Pense naquela perfeita anfitriã: ela possui filhos incríveis, uma carreira de orgulho e um casamento estável. Faz sentido pensar que uma pessoa com a vida tão bem resolvida, jamais terá depressão, não é? Mas a verdade não é essa.

O trajeto da vida é longo, precisamos escolher todos os caminhos constantemente, sem jamais ter a certeza de ter pego o caminho certo. Além disso, convivemos com o passado, com nossos erros, e nem sempre conseguimos matar todas as assombrações de outros episódios de nossas vidas.

Então, essa pessoa com a vida tão perfeita hoje, pode ter tido um episódio tão doloroso que nunca tenha sido devidamente curado. Os psicólogos têm um acrônimo para este tipo de pessoa: PHDP (Perfectly-Hidden-Depressed-Person). A aparência externa de felicidade e confiança está em nítido contraste com o que está acontecendo por dentro. Porém, o problema é muitas vezes ignorado, especialmente pelo sofredor, que pode acabar cometendo suicídio. A tragédia é que ninguém seja capaz de identificar os sinais, ou que o doente nunca tenha coragem de falar com alguém.

4. Eles podem ter hábitos alimentares anormais

A maior parte dos especialistas acredita que transtornos alimentares podem estar fortemente associados à depressão. Embora sejam duas doenças distintas, uma pode conduzir à outra, ou surgirem simultaneamente. Cada vez mais pessoas estão sofrendo de distúrbios alimentares. As causas são variadas, tais como pressões da mídia, autoimagem corporal, atividades físicas e depressão. No caso de você notar que um ente querido está com alterações do apetite, procure conversar com ela/e e incentive-o a procurar ajuda. A depressão escondida pode muito bem ser o gatilho.

5. Eles podem não querer se comprometer com a felicidade

“Dá-se em mim uma suspensão da vontade, da emoção, do pensamento, e esta suspensão dura magnos dias. (…) Nesses períodos de sombra, sou incapaz de pensar, de sentir, de querer. (…) Não posso; é como se dormisse e os meus gestos, as minhas palavras, os meus atos certos, não fossem mais que uma respiração periférica, instinto rítmico de um organismo qualquer.” – Fernando Pessoa

Muitas vezes, as pessoas que escondem a depressão, acabam deixando mostrar uma falta de entusiasmo por coisas que costumavam gostar de fazer. No caso de ocorrer uma conversa, e a pessoa continuar afirmando que não está deprimida, que apenas não se importa mais, este pode ser um sinal de que algo está errado. Fazer com que a pessoa fale sobre seus problemas, geralmente é o primeiro passo em busca de tratamento.

6. Eles podem apresentar irritação e raiva

Em geral, acabamos associando a depressão com desespero, apatia, pensamentos melancólicos e choro. Porém, existem outros sintomas de depressão que muitas vezes passam despercebidos, um exemplo são as explosões temporárias de raiva e irritabilidade, que no fundo, são manifestações de uma depressão.

7. Eles podem não dormir o suficiente

Se o seu parceiro (a) está se queixando demais de não dormir o suficiente (ou mesmo dormir demais), isso pode ser um sinal de alerta. É preciso atenção, pois estes problemas de sono podem ser o sinal externo de uma causa mais profunda, como uma ansiedade, uma letargia ou uma depressão. A depressão e os problemas com sono estão, frequentemente ligados. Vale a pena sondar para descobrir o que pode ser a causa, se a pessoa estiver disposta a se abrir.

Muitos casos de depressão terminam em tragédia, pois não são detectados e tratados. Entre 10% a 15% das pessoas com depressão grave não tratada cometem suicídio. O problema é sério, e pede que tenhamos mais cuidado, afinal, como vimos acima, as pessoas podem e realmente escondem a depressão.

Fonte: O Segredo - https://osegredo.com.br/2016/03/7-sinais-para-identificar-uma-pessoa-que-esconde-sua-depressao/