quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

NÃO ESQUECER O MAIS IMPORTANTE

Certa vez, um jovem recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a outro rei, de uma terra distante. Para a viagem, recebeu o melhor cavalo do reino. “Cuida do mais importante e cumprirás a tua missão”, disse o rei ao se despedir.
O rapaz preparou seu alforje. Escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa de couro amarrada na cintura, por baixo das vestes. Pela manhã bem cedo, sumiu no horizonte. Queria que todo o reino soubesse que era um nobre e valente rapaz, pronto para desposar a princesa. 
Para cumprir rapidamente a tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Essa forma, exigia o máximo do animal. Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe tirava a sela nem a carga, tampouco se preocupava em lhe dar de beber ou comer. Alguns o advertiam:
- “Assim, meu jovem, acabas perdendo o animal”. 
- “Não me importo” – “tenho dinheiro. Se este morrer, comprarei outro. Nenhuma falta ele me fará”. 
Com o passar dos dias o pobre animal não suportou mais os maus tratos e caiu morto na estrada. O jovem seguiu o caminho a pé. Mas como naquela região havia poucas fazendas e distantes uma da outra, logo o moço se deu conta da falta que lhe fazia o animal. Exausto, foi deixando pelo caminho tudo o que levava, menos a mensagem e os diamantes, pois se lembrava da recomendação do rei: “Cuida do mais importante”.
Chegando ao destino, entregou a carta selada, com os diamantes. A carta dizia o seguinte: “Ao meu irmão, rei da terra do norte. O jovem que te envio é candidato a casar-se com minha filha. Esta jornada é um teste. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo. Recomendei que cuidasse do mais importante. Faze-me portanto a gentileza de verificar o estado do cavalo. Se ele cuidou bem do animal, saberei que cuidará bem da minha filha e dos demais cidadãos. Se, porém, ele sacrificou o animal e cuidou só das pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem àqueles que o servem”. Conclusão O rapaz perdeu a noiva porque não passou no teste.

(Autor desconheço)