quinta-feira, 29 de outubro de 2015

10 SUGESTÕES

1°Não se preocupe. 
De todas as atividades humanas, 
preocupar-se, é a menos produtiva.

2° Não se deixe dominar pelo medo.
A maior parte das coisas que tememos nunca acontecem. 

3° Não guarde rancor.
Ele é uma das cargas mais pesadas da vida.

4° Enfrente um problema de cada vez.
Seja como for, só poderá tratá-los um por um. 

5° Não leve os problemas para a cama.
São maus companheiros do sono.

6° Não compre os problemas dos outros.
Eles podem lidar com eles melhor do que você.

7° Não reviva o passado.
Ele já passou. Concentre-se no que se passa na tua vida e seja feliz agora. 

8° Seja um bom ouvinte.
Só quando escutar, obterás idéias diferentes das tuas.

9° Não se deixe abater pela frustração.
A autocompaixão só interfere com as ações positivas.

10° Contabilize todas as coisas boas.
Mas não esqueça as pequenas. Muitas coisas boas pequenas, fazem uma grande.

(Desconheço autor)

20 HÁBITOS QUE IRÃO TE TORNAR UM GRANDE SUCESSO

As pessoas mais bem sucedidas do mundo são as mais motivadas – correto?

Não necessariamente.

Não é a motivação que cria o sucesso, mas o hábito e a ação. As pessoas mais bem sucedidas do mundo definitivamente possuem paixão pelo que fazem, mas paixão que não é acompanhada de ações se torna inútil.

São seus hábitos, mais do que qualquer coisa, que irão te levar a um eventual sucesso.

Se seus dias são dominados por hábitos que colaboram com você em sua jornada rumo ao sucesso, você um dia irá se encontrar exatamente onde quer estar, fazendo o que você quer fazer e faturando o que você quer faturar.
20 Hábitos que irão te tornar um sucesso

1) Não defina o sucesso por um montante de dinheiro, mas por uma relação com sua felicidade

O hábito de definir o sucesso por uma medida monetária irá fazer com que você busque constantemente um ponto mais alto. Será uma caçada que jamais terá fim, e uma visão de sucesso que jamais será atingida. Mantenha o hábito de ver seu sucesso e sua felicidade através da mesma ótica.

2) Leia antes de escrever ou trabalhar

Ler um bom livro fará com que o fluxo de criatividade se ative, o cérebro aprendendo, e sua base de conhecimento crescendo. Tente ler por 30 minutos ao começar seu dia.

3) Levante-se sempre no mesmo horário todos os dias

Ter uma boa rotina de sono contribuirá para você ter mais energia para fazer mais coisas durante seu dia.

4) Sempre finalize sua lista de tarefas

Mantenha o hábito de jamais deixar algo que você quer ver concluído ao início do dia, incompleto ao final do dia. Se você simplesmente fizer o que se programou para fazer, será muito difícil do sucesso se esquivar de você.

5) Mantenha sua lista de tarefas curta e dimensionada

Tenha 1 ou 2 coisas que são importantes para fazer, e tenha certeza de que irá concluí-las primeiro. Suas demais tarefas somente deverão entrar em pauta somente depois que você concluir suas tarefas mais importantes.

6) Mantenha dois diários; um para seu planejamento, agendamento e trabalho

O outro para suas grandes ideias, pensamentos e metas. Escrever as coisas em papel torna-as reais e tangíveis. Uma lista de tarefas, uma meta, ou um sonho, que ainda não foram escritos não são reais.

7) Meça tudo

Toda meta que você definir precisa ser medida. Cada página de venda que você criar, precisa ser medida. Se você medir tudo você terá uma planta exata daquilo que funciona, e o que não funciona.

8) Atenha-se às sessões de trabalho de 90 minutos

Poucas pessoas trabalham tanto quanto dizem trabalhar. Seu tempo é geralmente composto de distrações. O Facebook, Twitter e surfar pela internet. Cronometre sua sessão de trabalho. Mantenha um alarme. Foque-se por 90 minutos, faça uma pausa ativa e então volte ao maravilhoso campo de batalha.

9) Faça pausas ativas

Uma pausa no trabalho deve aumentar sua experiência no trabalho. Ela não pode – de forma alguma – diminuí-la. Então, faça alguma coisa ativa que irá fazer seu sangue ser bombeado e sua mente trabalhar tão efetivamente quanto você começou seu dia logo pela manhã.

10) Acorde cedo

A lista de pessoas bem sucedidas que acordam antes do resto do mundo é tão grande que não dá para listar aqui. E isso não é uma coincidência. Levante-se antes das 6 da manhã, 7 dias por semana e comece cedo seu dia e seu sonho.

11) Coloque sua família em primeiro lugar

O sucesso não pode existir sem uma família – mesmo que família seja simplesmente alguns poucos amigos. Você precisa trabalhar por um propósito maior do que seu ganho pessoal se você quer conquistar o sucesso verdadeiro.

12) Trabalhe mais do que seu concorrente

Se você trabalhar mais que qualquer outra pessoa, o sucesso não poderá se esconder de você. Você irá encontra-lo. E você irá curti-lo.

13) Use um quadro

Use um grande quadro branco para manter suas metas visíveis e por perto.

14) Compartilhe seu sonho

Crie o hábito de falar com outras pessoas que tenham sonhos similares, mesmo que similaridade seja a grandiosidade de suas metas, e seus audaciosos planos. Napoleon Hill cunhou este relacionamento como “mente superior”, e este é um dos fatores mais importantes em seu eventual sucesso.

15) Cerque-se apenas de pessoas de sucesso

Isso significa, não tenha “sugadores” em seus relacionamentos – pessoas que irão afastar-lhe de seu trabalho, e destruir seus sonhos. Se você possui amigos que fazem isso, pare de se envolver com eles. Eles valem você viver uma vida medíocre quando a grandiosidade pode estar em seu futuro?

16) Mantenha um corpo saudável

Sem um corpo saudável fica ainda mais difícil manter uma mente saudável.

17) Gaste seu dinheiro apenas em cosias que irão acelerar seu sonho

Carros, coisas, são boas apenas para melhorar sua imagem em um esforço de impressionar pessoas que você realmente não quer impressionar. Gaste dinheiro, ao invés disso, em seu próprio desenvolvimento e de seu negócio para abastecer seu crescimento

18) Faça um sacrifício

Criei o hábito de sacrificar coisas que você goste de fazer em sua vida, por coisas que irão contribuir para você se tornar um sucesso. A rota para a grandiosidade não é aquela com gastos excessivos e vida fácil. Force. Foque. Sacrifique. Seja bem sucedido.

19) Reveja seus diários mensalmente

Um diário pode trazer clareza quando você escreve nele, mas é ainda mais poderoso quando você cria o hábito de revê-lo.

20) Escreva 3 coisas pelas quais é grato todos os dias

O que você irá descobrir é que o sucesso está geralmente em seu modo de pensar se você olhar pela perspectiva correta. E estudos após estudos mostram que pessoas felizes conquistam um maior número de grandes coisas do que as pessimistas ou infelizes. Este hábito, combinado com trabalho duro, é uma receita tão simples para o sucesso quanto você pode criar. Ela também é uma muito eficaz.

Se seus hábitos são de uma pessoa bem sucedida, feliz, produtiva e trabalhadora, não existe forma de você não atingir o sucesso. Torne seu sucesso inevitável ao mudar seus hábitos.

Forte Abraço,

Fonte: André Cruz - http://www.professoresdosucesso.com.br/20-habitos-que-irao-te-tornar-um-grande-sucesso.html

COISAS DA VIDA

Que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isto.
Que levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la.
Aprendi que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam.
Que as circunstâncias e o ambiente têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Que ou você controla seus atos, ou eles o controlarão.
Aprendi que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Que paciência requer muita prática.
Que existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.
Que algumas vezes a pessoa que você pensa que vai lhe dar o golpe mortal quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Que só porque uma pessoa não o ama como você quer, não significa que ela não o ame com tudo o que p ode.
Que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens:
seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém. Na maioria das vezes você tem que perdoar a si mesmo.
Que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido; o mundo não pára, esperando que você o conserte.”

(Desconheço autor)

VERDADEIRO APRENDIZADO

É hipocrisia dizer que aniversário significa maturidade; que o aprendizado é ligado somente aos erros cometidos; que errar é crescer.
Se todos crescêssemos e aprendêssemos com o que fizemos de errado haveria muitos sábios por aí.
O verdadeiro aprendizado é ligado à reflexão daquilo que foi ou não vivido.
Aprendi que quem tem amor tem tudo; seja familiar, namorado, amigos. O amor é o que move a vida e nos faz querer sermos melhor.
Aprendi que ser tachado de bonzinho nem sempre é ruim.
Aprendi que ser CDF é ótimo. Eles são os que se dão melhor na vida.
Aprendi que ler é enriquecimento a nossa vida, de tal maneira que ninguém consegue tirar
E que receber dinheiro por ser inteligente é a forma mais admirável de ficar rico.
Aprendi que traição e falta de lealdade são uma das maiores crueldades que se podem cometer ao coração de alguém.
Aprendi que a gente se sente muito mal quando nos julgam por certas atitudes; e quem dirá quando o fizemos a alguém.
E que olhar torto para alguém não nos faz melhor.
Aprendi que existem algumas coisas que não deveriam se guardar no coração, mas são grandes responsáveis pela nossa mutante ideologia.
Aprendi que correr atrás do que se quer é preciso sempre; ninguém o faz se não nós mesmos.
Aprendi que quem desrespeita idosos são pessoas frias.
E que os pais são as pessoas as quais a gente sonha ser igual.
Aprendi que sorrir e ser educado são a alegria do dia de alguém, sobretudo da própria realização pessoal.
Aprendi que somos eternos errantes. Estamos em incessante crescimento; e só não cresce quem tem a cabeça tão pequena a ponto de achar que o amadurecimento vem junto com os anos.

(Ana Paula Zandoná)

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

COISAS QUE VOCÊ JAMAIS SE ARREPENDERÁ DE TER FEITO

Jamais te arrependerás de ter refreado a língua, quando teve
Vontade de dizer o que não convinha ou o que não era verdade.
De ter formado o melhor conceito sobre o proceder de outrem.
De não ter julgado com severidade os atos alheios, ignorando.
A real motivação de cada ser.

Jamais te arrependerás de ter perdoado aqueles que te magoaram e de ter contribuído com sua evolução espiritual.
De ter cumprido pontualmente suas promessas bem pensadas.
De ser fiel aos compromissos dignos e nobres a que te vinculaste.

Jamais te arrependerás de ter suportado com paciência as faltas alheias.
De ter ignorado as mentiras e as maledicências que te chegaram aos ouvidos.
De ter dirigido palavras bondosas aos desventurados e tristes.
De ter simpatizado com os menos afortunados e de ter realizado algo de efetivo e bom em prol de alguém.

Jamais te arrependerás de ter pedido perdão pelas faltas cometidas.
De ter reparado o mal que causastes.
De ter pensado antes de falar.
De ter honrado a teus pais, agindo com gratidão por todo o bem que deles recebestes.
De ter sido cortês e honesto em tudo e com todos.

Jamais te arrependerás de ter ensinado algo de bom e de verdadeiro a uma criança.
De ter sido capaz de cativar um coração e de ter feito uma amizade verdadeira.
De ter oferecido pão a um faminto e consolo a um aflito;
De desviar do caminho errado e seguir pelo caminho correto, por mais árduo que essa possa ser.
Podes escolher os caminhos que vais seguir no curso de sua Vida.
Pode optar quais posturas que assumirás diante das mais variadas circunstâncias da vida.
Você é o senhor de seus passos e o dono de seu futuro.
Não compete a mais ninguém as escolhas que afetarão a tua história.
Por mais que os terceiros possam atingi-lo, somente os seus próprios atos, suas reações é que definirão os rumos do teu destino.
Antes de agires, reflita com ponderação e sabedoria.
O arrependimento nas decisões equivocadas, tomadas sob a influência do egoísmo e da ira o fará sofrer.
Fazer o bem sempre é motivo de satisfação e alegria.
Para o homem de bem não interessa o reconhecimento pelo seu ato, nem gratidões e honrarias.
A consciência tranqüila e a certeza de que se fez o melhor e o possível, é o suficiente para apaziguar o coração.
Não tenha medo de ousar e fazer coisas que nunca fez antes e nem tão pouco de mudar em sua vida aquilo for necessário, busque recompensas materiais em tudo que fizer.
Siga sempre pelo caminho do bem, e jamais se arrependerás dessa escolha.
Controle-se e procure escutar o que seu coração tem para lhe contar e investigue suas razões.
Compartilhe seus desejos com a pessoa amada, quem sabe ele (a) também não tenha algo para compartilhar contigo.
Utilize seus talentos, use a iniciativa e dê início aos seus projetos com amor, coragem e dedicação.
Esse será o segredo do seu sucesso.
E quando amar...
Não encontre justificativas para fugir dele.
Lembre-se que às vezes ele está nos lugares menos prováveis e onde menos esperamos.

Jamais te arrependerás.
De ter tido calma e paciência, pois se esse amor ainda não chegou, uma hora ele chegará até você.

(Desconheço autor)

O SEGREDO DO SUCESSO

O sucesso é construído à noite!
Durante o dia você faz o que todos fazem.”
Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos
uma centena de vezes.
Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.
Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.
O sucesso é construído à noite!
Durante o dia você faz o que todos fazem.
Mas, para obter resultado diferente da maioria, você tem que ser especial.
Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.
Não compare à maioria, pois infelizmente ela não é modelo de sucesso.
Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão
tomando chope com batatas fritas.
Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão.
Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.
A realização de um sonho depende de dedicação.
Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica.
Mas toda mágica é ilusão.
A ilusão não tira ninguém de onde está.
Ilusão é combustível de perdedores.
” Quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio.
Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa.”

(Roberto Shinyashiki)

19 PASSOS PARA CHEGAR MAIS PERTO DE SEUS SONHOS

Dê passos em direção a seus sonhos

Todos nós temos sonhos.

O que você está fazendo para tornar os seus sonhos realidade?

Não existe essa coisa de deixar para amanhã o sucesso quando se trata de sonhos.

Ao invés disso, você os alcança pedaço a pedaço e passo a passo.

“Você não pula até seus sonhos. Você os torna realidade passo-a-passo.”

O progresso é feito em pequenos incrementos.

Veja a lista com 19 passo para ficar mais próximo de seus sonhos:

1) Crie suas metas – sonhos existem apenas em sua cabeça. Eles não são concluídos. Metas são concluídas. Elas possuem prazos tangíveis. (Leia mais sobre “metas espertas”);

2) De um novo passo todo dia – depois de começar, você não chega a seu sonho em um único pulo. Você precisa dar um passo à frente todo dia. E a cada novo dia;

3) Seja o pássaro matinal – trabalhe enquanto outros estão dormindo. Seja o pássaro matinal (ou a coruja noturna se você preferir…);

4) Escreva um plano – escrever suas metas tem muitos benefícios. Isso as torna mais tangíveis. Isso também ajuda a clarifica-las de formas que não são possíveis quando “estão somente em sua cabeça”;

5) Separe seu tempo – crie compromissos com suas metas. Separe tempo em seu calendário para suas metas antes que outras obrigações tomem todo seu tempo;

6) Metas de curto prazo – metas de longo prazo são muito longas. Elas são difíceis de acompanhar. Elas não se adaptam aos acontecimentos da vida. Mantenha suas metas no curto prazo. Assim que você concluir uma, então crie a próxima;

7) Mantenha sua menta bem na sua frente – mantenha suas metas bem na sua frente. Mantenha-as visíveis. Carregue um lembrete com você. Ou coloque uma anotação onde possa ver muitas vezes durante o dia;

8) Diga aos outros o que você está fazendo – crie expectativas em outras pessoas com aquilo em que está trabalhando. Mesmo que eles não contribuam com você, eles estarão mais aptos a não te atrapalhar;

9) Foco único – tenha uma grande meta de cada vez. O foco único em seu objetivo principal é a chave para o sucesso;

10) Apenas comece – não espere até amanhã. Não espere pelo momento ideal. (Não existe isso.) Você não pode terminar aquilo que ainda não começou;

11) Encontre um mentor – existe a possibilidade de que alguém que você respeite já tenha feito o que você está tentando fazer. Encontre-os e aprenda com aqueles que fizeram antes de você;

12) Torne isso um hábito – torne suas metas um hábito. Você estará mais propenso a se manter na linha se você torna-las parte de sua rotina. Mesmo lugar, mesmo horário todos os dias;

13) Encontre sua força – você é mais forte do que você pensa. Você não sabe quanto esforço você consegue fazer até que você se force a fazer;

14) Encontre tempo – você tem tempo. Talvez você tenha que ser criativo. Talvez você tenha que trabalhar bem cedo (veja o número 4) ou talvez você tenha que trabalhar durante o almoço. Você pode encontrar tempo se você quiser;

15) Determine quanto está disposto a pagar – todo sonho tem um custo. Não importa se é tempo, suor ou sacrifício. Identifique o custo de seu sonho e garanta que você estará disposto a paga o preço;

16) Mude seus hábitos – que hábitos você deverá mudar para tornar seus sonhos realidade? Talvez você não possa ficar até tarde na rua ou passar tanto tempo vendo TV. O que você deverá mudar?

17) Aprenda uma nova habilidade – o que te trouxe até aqui, não necessariamente vai te levar até lá. Que nova habilidade você pode aprender que poderá te ajudar a atingir o próximo nível?

18) Consiga ajuda – todo mundo precisa de um pouco de ajuda em determinado ponto. Saiba quando entrar em contato com sua rede de contatos para pedir por assistência;

19) Faça seu próprio caminho – aqueles que conquistaram seus sonhos geralmente não seguiram o caminho comum que as demais pessoas seguem. Escolha seu próprio caminho (Dica: pode ser que seja aquele menos usado…)

Pergunta: Que passo você dará hoje para ficar mais perto de seus sonhos?

Fonte: http://www.professoresdosucesso.com.br/19-passos-para-chegar-mais-perto-de-seus-sonhos.html

9 FORMAS DE FAZER ACONTECER QUANDO TUDO ESTÁ INDO ERRADO

Já teve um daqueles dias onde nada parece sair certo?

Desde a primeira coisa que você faz, tudo parece ir na direção errada.

Como você se mantem produtivo quando nada está saindo certo?
Alguns dias nada sai certo

Alguns dias simplesmente não cooperam.

Tudo parece estar fora de ordem.

Desde seu primeiro passo para fora da cama as coisas vão mal.

Suas roupas não estão limpas. O trânsito está horrível. Você derrama o café. Você chega tarde ao escritório, apenas para descobrir que esqueceu alguma coisa em casa.

Isso faz você ficar pronto para dar meia volta e ir direto de volta para cama, certo?
Mude sua atitude

Como você coloca as coisas de volta no trilho quando nada parece estar indo no caminho certo?

Você pode cair e se render ao dia. Ou você pode ficar de pé e decidir que você terá um bom dia não importando o que aconteça.

“Quando as coisas não estão no caminho certo, é sua escolha desistir ou mudar sua atitude.”

Algumas vezes é esta escolha que faz a diferença entre um dia ruim é um dia produtivo.

Veja nove formas de ser produtivo quando tudo parece estar saindo erro:

1) Assuma uma atitude positiva – uma atitude positiva pode fazer toda a diferença. Ela pode pegar uma situação ruim e muda-la completamente, algumas vezes tão rápido quanto um sorriso;

2) Coloque em perspectiva – existem muito poucas emergências verdadeiras na vida. Independente de quão ruim seu dia pode estar sendo, mantenha em mente a possibilidade de não significar muita coisa numa visão macro das coisas. Não reaja além da conta por acontecimentos triviais;

3) Mude a tática – se as coisas não estão funcionando, é hora de mudar o jogo. Se você está sendo muito sério, ria. Se você estiver apertando muito, talvez seja o momento de tentar um toque mais suave;

4) Ria – algumas vezes você precisa apenas rir da vida. E ria de você mesmo. Rir de uma situação pode ser o primeiro passo para reverter o tom negativo de seu dia;

5) Não desista – como diz o velho ditado, não é sobre quantas vezes você caiu… mas sim sobre quantas vezes você é capaz de se levantar. Não permita que os acontecimentos da vida parem você;

6) Faça alguma outra coisa – se você não for capaz de concluir alguma coisa, tente fazer outra coisa. Muda de tarefa pode te fazer voltar ao caminho e clarificar sua mente. Volte depois à tarefa frustrante e você pode acabar vendo a solução a partir de um novo ponto de vista;

7) Consiga ajuda – não permita que seu orgulho evite que você busque ajuda. Existe um momento e lugar para pedir reforço. Vá até alguém em quem você confie para te ajudar a superar o obstáculo;

8) Não fique zangado, fique motivado – reclamar não faz as coisas acontecerem. Tão pouco a raiva cega faz. Ficar zangado não ajuda. Ao invés disso, direcione essa energia para a ação de fazer as coisas acontecerem;

9) Foque em uma coisa apenas – geralmente quando as coisas ficam estranhas é porque estamos fazendo muitas coisas ao mesmo tempo ou dividindo nossa atenção. Ao invés disso, foque naquela única coisa que é a mais importante a ser feita.
Mude seu dia de ruim para bom

Todos nós temos dias que desejamos desistir até o dia seguinte.

A chave é continuar seguindo e frente. Mudar o mesmo.

Algumas vezes a adversidade pode ser um grande motivador.

Permita que ela te guie da frustração para o sucesso quando você estiver tendo um dia ruim.

Pergunta: Como você lida com as coisas quando as coisas não saem da forma como você espera?

Fonte: http://www.professoresdosucesso.com.br/tag/comportamento/page/9

LIVRE-ARBÍTRIO

Você já ouviu, alguma vez, falar de livre-arbítrio? 

Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção. 

Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher. 

E a cada momento a vida nos exige decisão. 

Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude. 

Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra. 

Ao ouvir o despertador podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de Oportunidades. 

Ao encontrarmos o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia. 

Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com mau humor. 

Conta um médico que trata de pacientes com câncer, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas. 

Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que tirar um seio por causa da doença. 

Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para curtir. 

Quando alguém o ofende, você pode escolher entre revidar, calar-se ou oferecer o tratamento oposto. 

A decisão sempre é sua. 

O que vale ressaltar é que todas as ações terão uma reação correspondente, como conseqüência.

E essa reação é de nossa total responsabilidade. 

E isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. 

Caso a criança escolha agredir seu colega e leve uns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua ação e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade. 

Tudo na vida está sujeito a lei de causa e efeito, para uma ação positiva, um efeito positivo, para uma ação infeliz, o resultado correspondente. 

Se você chega no trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele se sintonize na sua. 

Você tem ainda outra possibilidade e escolha: ficar na sua. 

Todavia, da sua escolha dependerá o resto do dia. 

E os resultados lhe pertencem. 

Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. 

Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. 

Se semeamos sementes de flores, colheremos flores, se plantarmos espinheiros, colheremos espinhos. 

Não há outra saída. 

Mas o que importa, mesmo, é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. 

Aí é que está a justiça Divina. 

Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia darão seus frutos. São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. 

Um dia, eles aparecerão e reclamarão colheita. 

Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume. 

É só deixar nas mãos do jardineiro Divino, a quem chamamos de Criador. 

Pensem nisso! 

-Autor: Desconhecido

A VIDA É UMA RODA GIGANTE

Dizem que precisamos tomar cuidado nos palcos da vida, embora às vezes pareça uma espécie de circo gigante, devido ao absurdo que presenciamos. Alguns dizem que algumas coisas precisam ser como são, para outras vir a ser. É um assunto complexo e, talvez tenha sido iniciado por algum maluco, porém, em algum ponto, existe uma espécie de razão.
A vida para mim se tornou um palco onde, tento representar meu papel da melhor maneira possível, já chorei muito e também, sorri algumas vezes, já senti vontade de viver eternamente e também, vontade de morrer no segundo seguinte de qualquer momento. Mas, a vida é assim, um pano de fundo para este imenso mundo que vivemos, neste exato segundo, lá do outro lado, talvez onde seja dia ou noite, alguém chora a perda de alguém querido, ou, pula de alegria com a chegada de alguém especial... A vida é assim, uma roda gigante, às vezes estamos no alto, paramos lá em cima e apreciamos a vista, como também, paramos na parte debaixo, onde pessoas nos observam esperando sua vez.
O que quero dizer com isso? Bom, simplesmente que a vida tem seus altos e baixos? Pode ser, é o que pensamos no primeiro momento e sem refletir, contudo, existem muitas outras coisas envolvidas, portanto, ame com toda sua alma e respeite aquele que estiver ao seu lado, pois, não sabemos onde será a próxima parada e, talvez, alguém possa nos ferir como nós próprios ferimos alguém.
Esse mundo é repleto de lições, por onde quer que você vá, encontrará uma, basta apenas querer observá-la, porém, gostamos de ver o sol nascendo, mas não gostamos muito de apreciar a chuva, queremos apenas dormir com seu barulho no telhado e no quintal, quanto ao dia, queremos vive-lo da melhor maneira possível, no entanto, quando chove, a vida também não deixa de existir, ela continua e deve ser vivida de todas as maneiras possíveis.
Atente-se sempre para tudo que você faz, às vezes, uma palavra mal colocada pode não só estragar o humor de alguém querido, como o seu próprio, as pessoas quando entristecidas revidam, pois, apesar de sabermos que a perfeição não existe, não deixamos de sonhar com ela, de pensar que existe a possibilidade de chegar perto deste destino tão utópico.
Mas, não importa onde você esteja, em cima ou embaixo, seja lá onde for, faça sempre o que é melhor para você e para seu próximo, não alimente a guerra, pois dela, nada se tira além de ferimentos, dizem: queres paz se prepare para a guerra. Infelizmente, é uma verdade, para termos paz é preciso lutar por ela, acreditar e fazer o máximo que podemos para alcança-la, haverá alguns ferimentos, com certeza, mas também, existirá alguém para curar.
E, cuidado, não se esqueça que a vida é uma roda gigante, às vezes estamos por cima, mas a vida pode nos levar para baixo também. Saiba viver da melhor maneira possível e saberá como lidar com cada parada da roda gigante que nossas vidas participa.

-Desconheço autor

NÃO IMPORTA QUANTOS PASSOS VOCÊ DEU PARA TRÁS

Não importa quantos passos você deu para trás... o importante agora é quantos passos você vai dar pra frente. Chega uma hora em nossa vida em que as coisas simplesmente passam. E o sentimento que fica no seu coração, se não é de pura saudade, é de algo muito parecido com ela. A dor do adeus, a dor do 'até nunca mais', a dor que fica daquilo que vai. Não importa: é sempre dor. Nos apegamos, tomamos como 'nosso' e, de repente, acaba. Acaba de modo abrupto, do mesmo jeito que começou. Foi triste justamente porque houve a tal despedida, e você se acabou por dentro e por fora. Talvez fosse melhor uma separação distanciada, sem laços de adeus. Porque o adeus também exige a formação de laços: os laços de despedida, os piores! A lembrança de uma despedida é pior que a dor de um grande amor. Isso acontece porque nós nunca nos lembramos de como conhecemos alguém, lembramos apenas de como perdemos essa pessoa. E isso corrói o restinho de vermelho que pintava o seu coração: o último sopro da maldita esperança. É permitido ter saudade, não é permitido sofrer. Mas o mundo é ao contrário, o que faz com que seus pensamentos também sejam. E fazemos questão de fazer tudo ao contrário! Nessa hora entra a outra parte dolorida da história: a dor de esquecer o que faz doer. Nós não queremos esquecer o que ficou pra trás porquê conseguir aquilo nos custou uma dedicação tão grande quanto deixar o quarto um pouco mais limpo no domingo. Só que não são as pernas que doem. Quer coisa mais dolorida que querer ser feliz e não conseguir porque dói esquecer da despedida? Ficamos apegados. Apegados demais. É quase impossível imaginar enxergar colorido daqui para frente, porque tudo vai estar cinza e com gosto de queimado. As únicas palavras que ecoam na mente são: nunca, dor, sofrer, triste, cansado.Um dicionário mais limitado impossível. E você se esquece do R, entre o Q e S. Quando chega nele, só consegue ler: raiva, remorso e rancor. Mas lá em cima, brilhando infinitamente entre as letrinhas da mesma página,está escrito recomeço,esperando pacientemente pelos seus olhos. Ela te diz: ação de recomeçar. Você sabe exatamente o que isso quer dizer, e algo me diz que hoje é um ótimo dia para isso. O que ainda está fazendo parada aí? Despeça-se da despedida e recomece!

(Autor desconhecido)

NÃO JOGUE FORA AS OPORTUNIDADES

Preste atenção em cada detalhe do caminho
Não menospreze, por mais que seja pequenino
Afinal de contas, não sabemos que lugares
Uma outra porta pode nos apresentar...
Não julgue ninguém pelo que tem no rosto
E muito menos pelo que adquiriu
Aquilo que se ganha, também se perde
E o rosto, um dia, naturalmente, envelhece...
Por isso, pense bem mediante suas oportunidades
Não sabemos quais delas nos entregará as verdades
Portanto, cuidado com o que vem a menosprezar
No dia de amanhã, quem sabe podemos precisar...
Aproveite cada oportunidade que aparecer
Se pergunte: isso pode melhorar meu viver?
Será que isso me ajudará a vencer?
Bom, o desconhecido não podemos temer
E seja lá qual for o caminho que decidir seguir
Precisa ter cuidado para ninguém destruir
Pois as ruas que caminhamos um dia podem se cruzar
E não sabemos se alguém pode querer nos derrubar...
Por isso, não desperdice nenhuma oportunidade
Siga-a com o coração e com as suas verdades
Não pise em ninguém, para não ser pisado amanhã
Tenha fé em sua força e siga com plena humildade
E não desperdice nenhuma oportunidade e,
Mesmo que ao passar pelas portas e ver que entrou errado
Preste atenção a tudo ao seu redor
Com certeza há uma lição que em algum amanhã
Compreenderá melhor...
Apenas não desperdice as oportunidades
Siga-as sempre com uma dose de humildade
Por que a vida dá voltas e essa é uma verdade.
Não desperdice as oportunidades pois mais pequenas que possam parecer
De alguma forma e em algum lugar, algum dia, você verá, ira compreender.

Autor: Adriano Villa

O BOM HUMOR

Ter bom humor não significa ser engraçado. Muitas pessoas tentam ser engraçadas e acabam piorando as coisas. O humor deve ser usado com moderação, para aliviar tensões, não para criá-las.
Bom humor é a disposição em tornar as coisas leves, descontraídas e positivas. 
É um estado de espírito. Faz bem à saúde, favorece o aprendizado, os relacionamentos, a produtividade e a criatividade.
A prática do bom humor colabora com a autoestima, reduz o estresse e diminui as tensões no trabalho e na vida pessoal.
Empresas procuram atrair talentos bem humorados. Eles energizam as outras pessoas e estimulam o pensamento inovador. Encontram respostas mais rápidas e originais.
O bom humor é uma excelente maneira de dizer coisas sérias de forma leve, mas não deve ferir nem causas constrangimentos.
O pior dos dias é sempre aquele em que não houve risos. No caminho para o trabalho, sintonize seu coração com alegria; deixe a mente aberta, com a atitude interior de contagiar as pessoas a tornarem o dia especial!
O bom humor é contagiante! Contagie e deixe-se contagiar.

(Desconheço autor)

SOBRE A BREVIDADE DA VIDA (SÊNECA)

A pós-modernidade é marcada por uma ênfase ao individualismo, cultuando o corpo, buscando a saúde perfeita e valores que indicam somente a busca da felicidade a qualquer preço. Isto nada mais é que uma maneira de assegurar a eternidade, a infinitude.

O ser humano, mais do que em outras épocas tem uma concepção e age como se não fosse morrer. Busca realização profissional, pessoal, status e não se preocupa tanto com verdadeira sabedoria, parafraseando o filósofo Sócrates, uma vida não examinada não é digna de ser vivida. 

O texto de Sêneca, poeta e filósofo estóico latino, nos traz à luz a reflexão sobre o valor do tempo na vida, se esta será breve ou longa. E nos faz pensar a respeito do que realmente compõe a brevidade e a longevidade da nossa existência. Sêneca diz nos primeiros versos: “O fato é o seguinte: não recebemos uma vida breve, mas a fazemos, nem somos dela carentes, mas esbanjadores.” (1:4)
O que torna nossa a vida breve é como a conduzimos, e ainda alerta:
“Vivestes como se fosseis viver para sempre, nunca vos ocorreu que sois frágeis, não notais quanto tempo já passou; vós o perdeis, como se ele fosse farto e abundante, ao passo que aquele mesmo dia que é dado ao serviço de outro homem ou outra coisa seja o último.” (3:4)

O filósofo observa que há muitos que desejam levar uma vida de meditação e ócio quando estiverem livres de suas obrigações, aos cinqüenta ou sessenta anos, porém estes, não podem garantir que terão uma vida longa, não podem seguramente saber por quanto tempo ainda viverão, pois estão reservando apenas “as sobras da vida” o que deveriam ter realizado na juventude, e que “quão tarde começas a viver, quando já é hora de deixar de fazê-lo.” (3:5)

Mas o que torna uma vida breve? De acordo com Sêneca:

7:1 - Conto entre os piores os que nunca estão disponíveis para nada, senão para o vinho e os prazeres sensuais, pois não há ocupação mais vergonhosa. Outros, embora se prendam à imagem vazia da glória, contudo erram honradamente; podes me enumerar os avarentos, os turbulentos, ou os que se entregam a ódios e guerras injustas: todos estes pecam de uma maneira mais viril. Mas os que se entregam à gula e aos prazeres sensuais ostentam uma degradação (2) desonrosa. Examina todo o tempo deles: verifica quanto gastam em cálculos avaros, quanto em preparar emboscadas, quanto temendo-as, quanto bajulando, quanto sendo bajulados; e quanto tempo ocupam em compromissos judiciários, seus ou alheios, ou com banquetes - que já se tornaram mesmo uma obrigação: verás que nem seus bens, nem seus males, os deixam respirar.

Este tempo perdido, não será restituído, a vida fluirá silenciosamente e não será prolongada e para aquele que é ocupado passará rapidamente. (8:5). Para Sêneca o tempo é um bem precioso.
A melhor maneira de aproveitar a vida é não ter grandes preocupações, não desperdiçar, negligenciar ou esbanjar, assim a vida será suficiente, mesmo que curta, “portanto, quando lhe vier o último dia, o sábio não hesitará em caminhar para a morte com passo firme.” (11:2 )

A prática das virtudes, a luta contra as paixões, o amor e principalmente o saber viver, mas também morrer é que leva a uma vida de tranqüilidade, esta é a sabedoria do bem viver, “eles são os únicos a viver, pois, não apenas administram bem sua vida, mas acrescentam-lhe toda a eternidade.” (14:1)
Para Sêneca, viver o instante, o momento, pois o futuro é duvidoso, dele nada se pode saber. O agora é o que importa, porém é este instante que apontará o curso, deve ser conduzido pelas ações sábias, amorosas e virtuosas que desvelarão o que realmente importa para viver mesmo que brevemente, mas que seja viver intensamente.
Concluímos com as profundas palavras deste filósofo e poeta que “deve-se aprender a viver por toda a vida, e, por mais que tu talvez te espantes, a vida toda é um aprender a morrer.” (7:4)

Texto:http://filosofiaemusopublico.blogspot.com/2011/05/e-book-seneca-sobre-brevidadvida.html

O TEMPO PASSA E NEM PERCEBEMOS

O tempo voa e não percebemos, quando damos conta do que já passou e das experiências que vivenciamos, enxergamos a dimensão da velocidade da vida. Passa tão rápido, outro dia mesmo estávamos planejando o futuro, de repente estávamos vivendo aquele futuro, e sem perceber, aquele futuro se tornou passado.

Não perdemos tempo em recordar as lembranças do passado, sempre que surge uma oportunidade nos diálogos e nas rodas de amigos, fazemos questão de relembrar aqueles momentos marcantes da vida, das fases que passamos, daquilo que nos fez felizes, de fatos e coisas que deixaram uma marca em nós. Momentos nostálgicos, mas que nos final, nos lembra de como o tempo passa rápido.

Por isso é importante aproveitarmos cada momento, cada fase da vida, cada oportunidade que bate em nossa porta. A vida esta presa ao tempo e se o tempo voa, a vida também. Ela é semelhante à neblina, aparece por um pouco e depois se dissipa (Tg 4:14). Isso não vai fazer nossa vida passar mais devagar ou o tempo se atrasar, porém, nas reminiscências das fases que vivenciamos, deixará em nós a sensação de dever cumprido na missão de viver.

Felippe Ramos do Nascimento

VIDA (William Shakespeare)

Depois de Algum tempo você Aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. 
E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. 
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança...

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais....

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos...

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados...

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências. 
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se...

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversário você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso...

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isto não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama contudo o que pede, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso...

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás...

PORTANTO... PLANTE SEU JARDIM E DECORE SUA ALMA, AO INVÉS DE ESPERAR QUE ALGUÉM LHE TRAGA FLORES. 
E VOCÊ APRENDE QUE REALMENTE PODE SUPORTAR...
QUE REALMENTE É FORTE, E QUE PODE IR MUITO MAIS LONGE DEPOIS DE PENSAR QUE NÃO SE PODE MAIS.
E QUE REALMENTE A VIDA TEM VALOR E QUE VOCÊ TEM VALOR DIANTE DA VIDA...

William Shakespeare

SOLIDÃO AMIGA

A noite chegou, o trabalho acabou, é hora de voltar para casa. Lar, doce lar? Mas a casa está escura, a televisão apagada e tudo é silêncio. Ninguém para abrir a porta, ninguém à espera. Você está só. Vem a tristeza da solidão… O que mais você deseja é não estar em solidão…
Mas deixa que eu lhe diga: sua tristeza não vem da solidão. Vem das fantasias que surgem na solidão. Lembro-me de um jovem que amava a solidão: ficar sozinho, ler, ouvir, música… Assim, aos sábados, ele se preparava para uma noite de solidão feliz. Mas bastava que ele se assentasse para que as fantasias surgissem. Cenas. De um lado, amigos em festas felizes, em meio ao falatório, os risos, a cervejinha. Aí a cena se alterava: ele, sozinho naquela sala. Com certeza ninguém estava se lembrando dele. Naquela festa feliz, quem se lembraria dele? E aí a tristeza entrava e ele não mais podia curtir a sua amiga solidão. O remédio era sair, encontrar-se com a turma para encontrar a alegria da festa. Vestia-se, saía, ia para a festa… Mas na festa ele percebia que festas reais não são iguais às festas imaginadas. Era um desencontro, uma impossibilidade de compartilhar as coisas da sua solidão… A noite estava perdida.
Faço-lhe uma sugestão: leia o livro A chama de uma vela, de Bachelard. É um dos livros mais solitários e mais bonitos que jamais li. A chama de uma vela, por oposição às luzes das lâmpadas elétricas, é sempre solitária. A chama de uma vela cria, ao seu redor, um círculo de claridade mansa que se perde nas sombras. Bachelard medita diante da chama solitária de uma vela. Ao seu redor, as sombras e o silêncio. Nenhum falatório bobo ou riso fácil para perturbar a verdade da sua alma. Lendo o livro solitário de Bachelard eu encontrei comunhão. Sempre encontro comunhão quando o leio. As grandes comunhões não acontecem em meio aos risos da festa. Elas acontecem, paradoxalmente, na ausência do outro. Quem ama sabe disso. É precisamente na ausência que a proximidade é maior. Bachelard, ausente: eu o abracei agradecido por ele assim me entender tão bem. Como ele observa, “parece que há em nós cantos sombrios que toleram apenas uma luz bruxoleante. Um coração sensível gosta de valores frágeis“. A vela solitária de Bachelard iluminou meus cantos sombrios, fez-me ver os objetos que se escondem quando há mais gente na cena. E ele faz uma pergunta que julgo fundamental e que proponho a você, como motivo de meditação: “Como se comporta a Sua Solidão?“ Minha solidão? Há uma solidão que é minha, diferente das solidões dos outros? A solidão se comporta? Se a minha solidão se comporta, ela não é apenas uma realidade bruta e morta. Ela tem vida.
Entre as muitas coisas profundas que Sartre disse, essa é a que mais amo: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.“ Pare. Leia de novo. E pense. Você lamenta essa maldade que a vida está fazendo com você, a solidão. Se Sartre está certo, essa maldade pode ser o lugar onde você vai plantar o seu jardim.
Como é que a sua solidão se comporta? Ou, talvez, dando um giro na pergunta: Como você se comporta com a sua solidão? O que é que você está fazendo com a sua solidão? Quando você a lamenta, você está dizendo que gostaria de se livrar dela, que ela é um sofrimento, uma doença, uma inimiga… Aprenda isso: as coisas são os nomes que lhe damos. Se chamo minha solidão de inimiga, ela será minha inimiga. Mas será possível chamá-la de amiga? Drummond acha que sim:
“Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.!“

Nietzsche também tinha a solidão como sua companheira. Sozinho, doente, tinha enxaquecas terríveis que duravam três dias e o deixavam cego. Ele tirava suas alegrias de longas caminhadas pelas montanhas, da música e de uns poucos livros que ele amava. Eis aí três companheiras maravilhosas! Vejo, frequentemente, pessoas que caminham por razões da saúde. Incapazes de caminhar sozinhas, vão aos pares, aos bandos. E vão falando, falando, sem ver o mundo maravilhoso que as cerca. Falam porque não suportariam caminhar sozinhas. E, por isso mesmo, perdem a maior alegria das caminhadas, que é a alegria de estar em comunhão com a natureza. Elas não vêem as árvores, nem as flores, nem as nuvens e nem sentem o vento. Que troca infeliz! Trocam as vozes do silêncio pelo falatório vulgar. Se estivessem a sós com a natureza, em silêncio, sua solidão tornaria possível que elas ouvissem o que a natureza tem a dizer. O estar juntos não quer dizer comunhão. O estar juntos, frequentemente, é uma forma terrível de solidão, um artifício para evitar o contato conosco mesmos. Sartre chegou ao ponto de dizer que “o inferno é o outro.“ Sobre isso, quem sabe, conversaremos outro dia… Mas, voltando a Nietzsche, eis o que ele escreveu sobre a sua solidão:
“Ó solidão! Solidão, meu lar!… Tua voz – ela me fala com ternura e felicidade! Não discutimos, não queixamos e muitas vezes caminhamos juntos através de portas abertas. Pois onde quer que estás, ali as coisas são abertas e luminosas. E até mesmo as horas caminham com pés saltitantes.
Ali as palavras e os tempos
poemas de todo o ser se abrem diante de mim. Ali todo ser deseja transformar-se em palavra, e toda mudança pede para aprender de mim a falar.“
E o Vinícius? Você se lembra do seu poema O operário em construção? Vivia o operário em meio a muita gente, trabalhando, falando. E enquanto ele trabalhava e falava ele nada via, nada compreendia. Mas aconteceu que, “certo dia, à mesa, ao cortar o pão, o operário foi tomado de uma súbita emoção ao constatar assombrado que tudo naquela casa – garrafa, prato, facão – era ele que os fazia, ele, um humilde operário, um operário em construção (…) Ah! Homens de pensamento, não sabereis nunca o quando aquele humilde operário soube naquele momento! Naquela casa vazia que ele mesmo levantara, um mundo novo nascia de que nem sequer suspeitava. O operário emocionado olhou sua própria mão, sua rude mão de operário, e olhando bem para ela teve um segundo a impressão de que não havia no mundo coisa que fosse mais bela. Foi dentro da compreensão desse instante solitário que, tal sua construção, cresceu também o operário. (…) E o operário adquiriu uma nova dimensão: a dimensão da poesia.“
Rainer Maria Rilke, um dos poetas mais solitários e densos que conheço, disse o seguinte: “As obras de arte são de uma solidão infinita.“ É na solidão que elas são geradas. Foi na casa vazia, num momento solitário, que o operário viu o mundo pela primeira vez e se transformou em poeta.
E me lembro também de Cecília Meireles, tão lindamente descrita por Drummond:
“…Não me parecia criatura inquestionavelmente real; e por mais que aferisse os traços positivos de sua presença entre nós, marcada por gestos de cortesia e sociabilidade, restava-me a impressão de que ela não estava onde nós a víamos… Distância, exílio e viagem transpareciam no seu sorriso benevolente? Por onde erraria a verdadeira Cecília…“
Sim, lá estava ela delicadamente entre os outros, participando de um jogo de relações gregárias que a delicadeza a obrigava a jogar. Mas a verdadeira Cecília estava longe, muito longe, num lugar onde ela estava irremediavelmente sozinha.
O primeiro filósofo que li, o dinamarquês Soeren Kiekeggard, um solitário que me faz companhia até hoje, observou que o início da infelicidade humana se encontra na comparação. Experimentei isso em minha própria carne. Foi quando eu, menino caipira de uma cidadezinha do interior de Minas, me mudei para o Rio de Janeiro, que conheci a infelicidade. Comparei-me com eles: cariocas, espertos, bem falantes, ricos. Eu diferente, sotaque ridículo, gaguejando de vergonha, pobre: entre eles eu não passava de um patinho feio que os outros se compraziam em bicar. Nunca fui convidado a ir à casa de qualquer um deles. Nunca convidei nenhum deles a ir à minha casa. Eu não me atreveria. Conheci, então, a solidão. A solidão de ser diferente. E sofri muito. E nem sequer me atrevi a compartilhar com meus pais esse meu sofrimento. Seria inútil. Eles não compreenderiam. E mesmo que compreendessem, eles nada podiam fazer. Assim, tive de sofrer a minha solidão duas vezes sozinho. Mas foi nela que se formou aquele que sou hoje. As caminhadas pelo deserto me fizeram forte. Aprendi a cuidar de mim mesmo. E aprendi a buscar as coisas que, para mim, solitário, faziam sentido. Como, por exemplo, a música clássica, a beleza que torna alegre a minha solidão…
A sua infelicidade com a solidão: não se deriva ela, em parte, das comparações? Você compara a cena de você, só, na casa vazia, com a cena (fantasiada ) dos outros, em celebrações cheias de risos… Essa comparação é destrutiva porque nasce da inveja. Sofra a dor real da solidão porque a solidão dói. Dói uma dor da qual pode nascer a beleza. Mas não sofra a dor da comparação. Ela não é verdadeira.
Mas essa conversa não acabou: vou falar depois sobre os companheiros que fazem minha solidão feliz.

Fonte: (Correio Popular, 30/06/2002) -http://viverrefletindo.blogspot.com.br/2012/07/solidao amiga.html#more